Saúde Mental

Há algum tempo atrás, a saúde mental estava relacionado com doença mental e com pessoas loucas, que não tinham a menor condição de interagir com os “normais”.

Na antiguidade todo desiquilíbrio emocional era caracterizado como algo maldito, diabólico ou bruxaria, o que até hoje gera impactos na busca de tratamento mental.

Felizmente isso mudou e começou a falar mais aberta e frequentemente sobre o assunto.

Segundo o site da veja de julho 2019, questões relacionadas a saúde mental vem aumentando consideravelmente não só no Brasil, mas no mundo inteiro. Entenda que saúde mental é diferente de doença mental, e é em busca da saúde mental que temos trabalhado, a fim de que as pessoas não adoeçam, ou seja, prevenir é a melhor opção.

Quando falamos de pessoas saudáveis mentalmente, temos como características comuns entre elas, a capacidade de se perceber, perceber seus limites, saber lidar com suas emoções, dores, limitações e principalmente saber lidar com suas relações interpessoais e com as mudanças radicais que o mundo vem sofrendo.

É importante que as pessoas compreendam que na vida tudo é desafiador, e que dificuldades, conflitos, acidentes, frustrações são constantes e eternos na vida de qualquer um. O problema é que hoje, com as redes sociais, a sensação de que SÓ VOCÊ tem problemas, faz com que as pessoas tenham dificuldades em perceber isso. Raramente você encontra pessoas em sofrimento, com dificuldades financeira, corpo feio, mal cuidada, com problemas no casamento, com filhos e pais em desarmonia, porque as postagens são perfeitas nas redes sociais.

Tenho ouvido de pacientes adolescentes o quanto está pesado seguir e ser seguido virtualmente, com receio da vida ser exposta e sujeita a críticas.

Para a Organização Mundial de Saúde há diversos tipos de transtornos mentais que se manifestam de diferentes maneiras e possuem um mix de pensamentos, sensações, sintomas físicos, emoções e comportamentos que fogem do padrão de normalidade gerando impactos da vida da pessoa nos mais diversos níveis, inclusive em suas relações interpessoais.

Alguns dos tipos de transtornos mentais são depressão, ansiedade, transtorno afetivo bipolar, a esquizofrenia e outras psicoses, bem como demência, deficiência mental, de desenvolvimento incluindo o espectro autismo.

Vamos procurar nos informar, buscar ajuda de profissionais especializados ajudar a lidar com a situação e diminuir o sofrimento psíquico da pessoa acometida da doença mental bem como das outras pessoas próximas que convivem com ela.

Quanto mais falarmos a respeito do que é saúde mental e de como podemos ajudar, mais evitarmos que pessoas continuem sofrendo emocionalmente.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *